Sábado , 25 Novembro 2017
Página Inicial » PLANEAMENTO

PLANEAMENTO

Módulo de Planeamento

O módulo de planeamento visa, por um lado, traduzir em orientações para o processo de definição da rede de oferta de cursos de dupla certificação para jovens os resultados obtidos no módulo de diagnóstico e, por outro, contribuir para promover uma cultura de planeamento junto dos principais atores do Sistema de Educação e Formação. Assim, o módulo de planeamento estabelece dois domínios de intervenção:

  • um de apoio ao desenvolvimento de uma cultura de planeamento e de reflexão estratégica na constituição das propostas de oferta dos diferentes operadores;
  • outro de definição de prioridades e critérios gerais para a aprovação da rede de oferta no contexto da função de coordenação e regulação da formação inicial de jovens.

Nesta perspetiva, privilegiou-se a análise da oferta de formação existente nas diferentes regiões contemplando: a análise do número de novas entradas nos cursos profissionais e nos cursos de aprendizagem nos últimos quatro anos letivos e as taxas de variação da oferta em cada curso no mesmo período.

A caracterização e análise do perfil da oferta constitui um exercício de base do referencial de planeamento e à definição de prioridades e metas para cada qualificação. Com efeito, será por relação à capacidade instalada e recente evolução do ponto de vista da oferta de qualificações no contexto do sistema de educação e formação que a leitura das dinâmicas do mercado de trabalho permitirá determinar prioridades e quantificar recomendações do ponto de vista da gestão dos fluxos de oferta.

Nos gráficos seguintes podemos encontrar, por NUT II, o número de alunos que iniciaram em 2014/2015 a frequência de um curso profissional ou de aprendizagem para as 30 qualificações mais procuradas pelos alunos.

Gráfico - Alunos matriculados - Norte

Gráfico - Alunos matriculados - Centro

Gráfico - Alunos matriculados - Lisboa

Gráfico - Alunos matriculados - Alentejo

Gráfico - Alunos matriculados - Algarve

Do cruzamento da evolução da oferta formativa para jovens (cursos profissionais e cursos de aprendizagem) com a relevância obtida para cada qualificação a ANQEP, I.P. definiu, nos termos do artigo 30º da Portaria nº. 74-A/2013, de 15 de fevereiro, os seguintes critérios de ordenamento da rede de cursos profissionais para o ano letivo 2014/2015: Circular n.º 1/ANQEP/2015 [Download].